O que é marketing jurídico na prática?

Se você é um advogado ou está se formando para se tornar um, já possui o conhecimento que o código de ética da OAB proíbe o uso de propagandas para contratar clientes. Mas, isso não significa que você deve esperar os clientes aparecerem no escritório sem nunca ouvir falar do seu trabalho. O marketing jurídico te ajuda nisso, e aqui você conhecer um pouco mais sobre ele.

O marketing jurídico se resume em um posicionamento dos escritórios de advocacia no mercado de trabalho. As estratégias usadas nunca ferem o código de ética da OAB. O uso dessa estratégia vai possibilitar que os potenciais clientes vejam quais são suas especialidades e quais os serviços que você está apto para oferecê-los.

Usando este método, você não só aumentará a procura pelo seu trabalho, mas os clientes certos se achegarão.

Quando a estratégia é bem formulada, o marketing jurídico possui estes 7 passos:

  1. Definição do público que será atingido;
  2. Definição de objetivos;
  3. Elaboração de uma mensagem que alcance todos os tipos de leitores;
  4. Escolha de canais de relacionamento;
  5. Uso correto das redes sociais, de forma que atingirá o público-alvo desejado em cada uma delas;
  6. Estabelecimento de um orçamento que supra todas as necessidades do marketing jurídico e;
  7. Análise dos resultados obtidos e melhora nos setores que não estão com o alcance esperado.

O marketing jurídico na prática, sabia?

Tenha em mente que um bom marketing jurídico se inicia com o bom planejamento de um site do escritório de advocacia. Caso você possua um, excelente! Mas, se não, providencie o quanto antes.

Podemos comparar o seu website à uma fachada de escritório. O principal ponto de contato será através dele, portanto, faça investimentos para que ele seja agradável para qualquer um que venha visitá-lo.

Ter uma página no facebook não é suficiente, pois as melhores técnicas do marketing jurídico são aplicadas através de um site. Novamente, ele é essencial para um advogado que quer aumentar a demanda.

Caso não queira (ou não tenha) dinheiro para investir em um sítio eletrônico, você pode criar um blog. Se o mantiver alimentado com conteúdos relevantes, já é suficiente para todas as estratégias de marketing jurídico que você fizer.

Publicar artigos de várias categorias diferentes, mas que estão dentro da sua formação, vai mostrar para os potenciais clientes que você entende do assunto, e, pois isso, deve ser contratado.

Isso gera valores antes mesmo da troca de contato. Desta maneira, você ganha a confiança do freguês.

Anteriormente foi dito que uma fanpage não é suficiente, mas é essencial você ter uma. Apesar de uma página no Facebook não ser competente para trazer os resultados desejados, ela é fundamental para atrair pessoas para o seu site.

Ela será uma valiosa ferramenta para divulgar os seus conteúdos, e o mesmo conceito você pode aplicar no Youtube, Instagram, Twitter e nas demais redes sociais. Esteja onde seus futuros clientes estão.

Porque o marketing jurídico é fundamental?

A palavra-chave para o marketing jurídico é posicionamento. Se o seu objetivo é agradar todas as pessoas, será muito provável que sua demanda continuará escassa. Tenha objetivos, casos específicos e um público-alvo para ser atingido.

Além disso, quando você demonstra suas habilidades em uma certa carreira, é muito mais provável de que quem está buscando por isso irá te contatar. Aqueles que atuam em várias áreas não são especialistas em nenhuma.

E, tenha a certeza disso, a maioria das pessoas que procuram um profissional do ramo de direito, quer que ele seja o melhor possível. Só uma autoridade no ramo consegue captar a confiança de seus clientes.

O marketing jurídico é uma estratégia imprescindível nas mãos de quem sabe utilizar, seja um deles

O mercado de trabalho é competitivo, e as áreas de direito são uma das mais concorridas do país. Só para você ter conhecimento, a faculdade de direito está entre as dez carreiras mais procuradas pelos estudantes no Brasil.

Todos os anos, novos formandos saem de seus cursos em rumo a ocupação vitalícia. E muitos deles usufruem do marketing jurídico para potencializar os seus resultados como advogados. Creio que só com essas informações, já é o suficiente para você deixar de lado a procrastinação e começar a investir no seu trabalho.

É extremamente necessário você se destacar na área onde está. Quanto maior a visibilidade, mais clientes e maior a demanda no escritório. Tenha conhecimento dos seus diferenciais e faça com que eles tenham notoriedade dentre os demais.

Agora que você já está mais informado sobre o marketing jurídico, comece a utilizá-los. Quanto mais hábeis forem as estratégias que utilizar, melhor. Assim, o seu escritório ganhará cada vez mais reconhecimento. Coloque em prática essas técnicas, e, aliadas ao seu conhecimento, veja o seu faturamento crescer a cada dia que passar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *