Como criar um site para escritório de advocacia e fazer sucesso na internet!

Além de uma página bonita na internet, um site para escritório de advocacia precisa ser informativo e cuidado da mesma forma que o endereço físico, por um só motivo: o site é a marca do advogado na internet.

Por isso, saber como criar um site para advogados é tão importante. Assim como você não quer receber um cliente em um escritório mau cuidado, também não vai querer que as pessoas naveguem por um site que parece incompleto.

Portanto, tão essencial quanto pensar no escritório físico, é planejar o ambiente virtual do escritório. Especialmente porque esse é o principal meio de divulgação profissional e para informar as pessoas a respeito de seus serviços.

O site é das ferramentas mais importantes para o marketing jurídico. Então, caso seja do seu interesse investir em marketing, irá precisar ainda mais de um site muito bem feito.

Tudo bem se você é profissional de advocacia e não entende de programação. Há ofertas de sites grátis para advogados na internet. Mas o melhor mesmo é ter a ajuda de uma agência de marketing para advogados para criar um site que realmente trabalhe para a prospecção de clientes na advocacia.

Dependendo da sua escolha para desenvolver o site, pode ser que tenha mais ou menos trabalho para publicá-lo. De qualquer forma, você precisa entender:

  • onde criar um site;
  • quais são as tecnologias para criação de sites;
  • se vale a pena investir em site grátis para advogados;
  • como criar um site e seguir o código de ética da OAB.

Onde criar um site para advogado

Todo site precisa de uma hospedagem. Fazendo uma analogia à palavra, é como uma pessoa que necessita de um lugar, como um hotel, para guardar as roupas, passar as noites e se sentir segura.

No caso das páginas criadas para a internet, significa ter um plataforma onde manter os arquivos do site – como os textos, as imagens, os códigos e outros necessários – e organizá-los em uma hierarquia que faça sentido quando visualizados na internet.

Muitas empresas oferecem esse serviço. A JuriDigital é uma delas. Assim, quando um cliente contrata a agência de marketing para desenvolver o site, automaticamente tem à disposição o serviço de hospedagem.

Uma vez o site criado, é cobrado apenas um valor de manutenção que custa, em média, R$ 40,00 ao mês.

Vários serviços incluem nesse valor a disponibilização de e-mails personalizados, espaço de armazenamento e certificado de segurança.

Geralmente, há maior necessidade de hospedagem quando a opção é desenvolver um site personalizado e não um site grátis para advogado.

Quais são as tecnologias para criação de sites

Um dos programas mais usados para a criação de páginas na internet é o WordPress.com, considerado o melhor do mundo para desenvolvimento de websites. Por isso a JuriDigital também o utiliza no próprio site.

Outro programa muito famoso é o Wix. Também um sistema intuitivo, fácil de usar e de entender.

Há quem goste, ainda, do Criador de Sites do GoDaddy, um serviço de registro de domínio.

Mesmo que a criação do site seja terceirizada, é preciso entender como cada tecnologia funciona para saber qual delas colaborará para a melhor performance do site.

WordPress

Além de permitir a criação do site, o WordPress facilita o uso de plug-ins gratuitos, ou seja, outros programas com funcionalidades específicas que ajudam a montar a estrutura da página e as otimizações necessários para o SEO (sigla em inglês para Otimização de Mecanismos de Busca).

O WordPress também facilita a criação do blog, a seção do site onde ficam reunidas todas as publicações dos conteúdos produzidos.

O programa possui uma versão gratuita e outra paga, com valores que partem de R$ 12,00 por mês.

Wix

O Wix não é voltado exclusivamente para a gestão de conteúdo digital. Por isso, nem sempre consta na lista de tecnologias para criação de sites. Ainda assim, é uma das alternativas para criar o site do escritório de advocacia.

Oferece um plano experimental gratuito e cobra R$ 6,00 pelos serviços mais básicos. É uma opção para quem quer desenvolver o site por conta própria e não possui qualquer conhecimento em programação web.

Criador de sites

É outra ferramenta que pode ser usada mesmo por quem tem baixo nível de conhecimento digital. Permite criar sites e blogs sem muita dificuldade.

A oferta de modelos prontos e responsivos facilita a adaptação das páginas para acesso por dispositivos móveis.

O criador de sites também dispõe de um banco de imagens e de integrações com ferramentas de SEO.

Site grátis para advogados: vale a pena?

A dúvida é: será que um site grátis para advogados é realmente um bom negócio?

Com os modelos e ferramentas disponibilizados gratuitamente na internet é possível criar um site com quase nenhum custo. Os únicos investimentos necessários são para o registro do domínio e de tempo. Quanto isso custaria para o advogado?

É preciso considerar que a Tabela de Honorários Advocatícios da OAB/SC estabelece o valor mínimo de de R$ 350,00 a hora para uma consulta jurídica. Então, um profissional da área que ocupar um dia de trabalho para desenvolver o site, terá investido R$ 2,8 mil na página. Uma agência de marketing para advogados cobra, em média, R$ 1,5 mil por esse serviço.

Além desse cálculo, tem outras questões a considerar. Por exemplo, para uma página aparecer bem posicionada nos resultados de busca e estar pelo menos na primeira página de pesquisa, é preciso que seja elaborada com a aplicação correta das técnicas de SEO. Esse é mais um ponto de atenção, pois pode exigir mais horas de estudo para aprender sobre o assunto e mais algumas para otimizar o site.

Ainda, tem a questão da manutenção. Vez ou outra, os sites precisam ser atualizados para permanecer seguros e ter boa performance nas buscas. Ou saem do ar por algum motivo. Portanto, é mais uma atividade para a rotina de trabalho: ter de separar um momento do dia para conferir se todas as ferramentas estão atualizadas. Agora, quando houver um compromisso importante e o site sair do ar? Como isso será resolvido? São ponderações importantes entre ter o suporte de uma agência de marketing jurídico e fazer tudo por conta própria.

Site grátis para advogados

Como criar um site e seguir o Código de Ética da OAB

Mais uma questão importante na hora de planejar um site para o escritório de advocacia é ter ciência do que estabelece o Código de Ética da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) sobre o assunto.

O Código determina o que é permitido na publicidade na advocacia. Segundo o Art. 39:

A publicidade profissional do advogado deve ser unicamente informativa, buscando sempre a sobriedade e não mercantilização da profissão.

Significa que, mesmo em sua página na internet, advogados e advogadas tem de cuidar para:

  • veicular informações objetivas e verdadeiras;
  • manter caráter meramente informativo;
  • manter a discrição e sobriedade;
  • evitar informar valores de honorários, forma de pagamento, gratuidade ou descontos;
  • tornar público somente o perfil profissional e informações correlacionadas;
  • evitar a promoção pessoal;
  • para que os vídeos exibidos não sejam sobre casos concretos ou apresentação de resultados.

Limites impostos pelo Código de Ética

O site representa na internet o que o escritório é fisicamente. Por essa razão, não deve:

  • configurar captação de clientela ou mercantilização da profissão;
  • divulgar informações que possam induzir a erro ou causar dano a clientes;
  • anunciar especialidades para as quais o(a) advogado(a) não possui certificado;
  • incitar diretamente ao litígio judicial, administrativo ou contratação de serviços;
  • fazer referência e nem mencionar decisões judiciais e resultados obtidos, de qualquer natureza;
  • utilizar a logomarca e símbolos oficiais da Ordem dos Advogados do Brasil;
  • expor as dimensões, qualidades ou estrutura física do escritório;
  • prometer resultados;
  • ostentar bens relativos ao exercício ou não da profissão, como uso de veículos, viagens, hospedagens e bens de consumo;
  • vincular os serviços advocatícios com outras atividades e nem fazer a divulgação conjunta das atividades;
  • fazer referência e nem mencionar decisões judiciais e resultados obtidos, de qualquer natureza.

Assim como nos cartões de visita, a OAB consente que no site sejam informados os dados de contato e meios de comunicação do escritório ou advogado(a), inclusive os endereços das redes sociais e os aplicativos de mensagens instantâneas. Da mesma forma, podem também constar o logotipo, desde que em caráter informativo, respeitados os critérios de sobriedade e discrição.

Por fim, na página do escritório ou profissional na internet é permitido, ainda, a inclusão de imagens, inclusive fotos dos(as) advogados(as) e do escritório.

Ideia de como criar um site para escritórios de advocacia

Estar na internet com uma página própria e adequada para constar nos resultados de pesquisa dos principais buscadores tornou-se mais essencial do que ter um endereço físico fixo para o escritório de advocacia.

Na busca por esse espaço online, as ofertas para criar um site para escritórios de advocacia gratuitamente e de forma fácil são muitas. Contudo, será essa opção a mais viável delas?

A diferença é que uma agência de marketing para advogados criará um site único e com toque pessoal. Bem diferente dos modelos prontos, usados por todos. A JuriDigital sabe como criar um site para advogados, com design exclusivo e recursos personalizados. Conheça as melhores soluções para alcançar todas as suas metas.